Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
familias

5 DICAS PARA VOCÊ DEIXAR SUA CASA EM SEGURANÇA E VIAJAR COM TRANQUILIDADE NAS FÉRIAS

Tempos de férias são bons demais, né? Passeios, diversão e família reunida. Neste período é muito comum fazer uma viagem para fugir da rotina, desligar dos afazeres do dia a dia e tudo o que você quer é curtir seu descanso sem nenhuma preocupação extra, não é mesmo?

Mas para isso, precisa ter a certeza de manter a casa segura nas férias enquanto está fora e tomar algumas precauções, principalmente devido ao aumento da incidência de roubos, comuns neste período de final de ano.

Listamos aqui algumas sugestões para você manter sua tranquilidade enquanto curte seu merecido descanso:

 

  • Seja discreto – A segurança da sua casa nas férias começa bem antes da sua viagem. Não corra o risco de que a notícia se espalhe e qualquer pessoa fique sabendo que a casa estará vazia. É bom também evitar compartilhar muitas fotografias ou informações sobre as suas férias nas redes sociais;

 

  • Certifique-se de que todas as portas, portões, janelas, travas estão bem fechadas e resistentes – por mais que pareça uma coisa óbvia, por vezes, com a pressa e a ansiedade de sair logo para a viagem, podemos esquecer alguns detalhes básicos para a segurança da casa, então, confira se as portas e janelas estão devidamente trancadas. Também, é importante evitar deixar certas “evidências” de que a casa está sozinha, como, por exemplo, cadeados grandes e correntes do lado de fora dos portões, pois isso demonstra que a casa está vazia. Trancar as portas e janelas no interior da casa também dificulta a circulação em caso de invasões.

 

  • Deixe a chave de sua casa com alguém de confiança – Pode ser algum familiar, amigo ou vizinho, o importante é que alguém possa ficar de olho, que retire as correspondências pra que o acúmulo de cartas no jardim ou na garagem não gere evidência de que a casa está vazia. Em ausências prolongadas, peça a um parente para visitar sua casa, para demonstrar a presença de pessoas – abrindo janelas, regando jardins, entrando com o carro na garagem;

 

  • Use a tecnologia a seu favor – Invista em alarmes, sensores e em câmeras de segurança que possibilitem que você possa monitorar sua residência de forma móvel, à distância. Antes de viajar, faça testes nesses equipamentos para se certificar de que estão funcionando corretamente e deixe a pessoa de confiança a par do funcionamento dos equipamentos. Também vale a pena utilizar temporizadores para ligar e desligar luzes, rádios e televisões, para dar a impressão de ter alguém na casa.

  

  • Desligue interfone e campainhas – Para verificar se há alguém em casa, os assaltantes podem tocar campainhas e interfones. Estando desligados, esses equipamentos não vão emitir som. Dessa forma, se alguém acionar algum desses dispositivos, não saberá se ele está com defeito ou se realmente não tem ninguém em casa.

 

EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA RESIDENCIAL

Para auxiliar nas precauções acima, você pode utilizar uma variedade de equipamentos para reforçar a segurança de sua casa e de sua família.

A JFL possui alguns equipamentos que podem ser muito úteis nesse caso, como você pode conferir a seguir:

Iluminação e sensores – Investir em pontos de luz na fachada, jardins e laterais da casa, junto com sensores de presença também podem inibir a ação de bandidos.

Os sensores de presença funcionam para detectar a presença de pessoas, carros e podem ser configurados para permanecerem acesos durante um determinado tempo, apagando somente ao passar esse tempo e caso não detecte mais nenhum movimento nesse intervalo.

Clique para conhecer os produtos de Iluminação JFL.

Câmeras e sistemas de segurança – Possuir um sistema de segurança, principalmente se monitorado por uma empresa especializada, permite segurança 24 horas por dia. As câmeras podem ser de diversos modelos, oferecendo até mesmo o acesso remoto das imagens em tempo real, gravação de imagens, etc. Também é indicado a instalação de câmeras de segurança nas áreas internas e externas. Elas podem ser do modelo Wi-Fi que são de fácil instalação e ficam conectadas ao seu smartphone, seu PC, possibilitando o acesso remoto das imagens em tempo real e em alta resolução. Elas ainda oferecem a opção de gravar as imagens, bastando adicionar um cartão de memória específico para esse fim.

Além disso, existem sistemas que avisam ao usuário qualquer movimentação estranha na residência, permitindo a rápida tomada de medidas de segurança.

Clique aqui para conhecer os sistemas de CFTV JFL.

Central de Alarme de Incêndio: por que usá-los no seu negócio?

Prevenir incêndios é tão importante quanto saber apagá-los ou mesmo saber como agir corretamente no momento em que eles ocorrem.

Detectar o incêndio e outros acidentes de menor proporção no início podem deixar de transformar-se em tragédia se forem evitados e controlados com segurança e tranqüilidade por pessoas devidamente treinadas. Na maioria das vezes, o pânico dos que tentam se salvar faz mais vítimas que o próprio acidente.

Grande parte desse tipo de acidentes são imprevisíveis, porém podem ser detectados, logo no início, com a instalação de um sistema de alarme de incêndio, proporcionando agilidade nas ações a serem realizadas para controlá-los.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o mais correto é que todos os trabalhadores da empresa coloquem em prática as normas estabelecidas sobre os cuidados preventivos e o comportamento diante de acidentes, promovendo exercícios, através da simulação de incêndios. Esse tipo de prática contribui suficientemente para a prevenção e a segurança de todos. Mas para efetuar essa operação é necessário um fator indispensável, a existência – em perfeito estado de uso e conservação – de equipamentos destinados a combater incêndios  conforme as condições de segurança estabelecidas por lei, que vão desde a obrigatoriedade de extintores de incêndios, hidrantes, mangueiras, registros, chuveiros automáticos (sprinklers) e escadas com corrimão.

Para se utilizar um sistema de alarme de incêndio, é indispensável que seja feita uma pesquisa sobre os equipamentos disponíveis no mercado, a idoneidade do fabricante e a experiência do profissional que fará a instalação.

Por que usar um alarme de incêndio no seu negócio?

O principal benefício da utilização desses equipamentos é ter a chance de detectar o acidente logo no início e evitar que tome maiores proporções. Com essa agilidade, é possível amenizar danos e reduzir a exposição de clientes e funcionários a maiores riscos.

Existem vários tipos de equipamentos destinados à prevenção a incêndios, alguns deles são:

–           Detector de fumaça: dispara o alarme ao detectar indícios de fumaça gerados pelo princípio de incêndio e envia a mensagem sobre a ocorrência à Central. Detectores confiáveis reduzem disparos de alarmes falsos, pois possuem proteção contra poeira.

–           Detector de temperatura: dispara caso a temperatura do ambiente atinja a temperatura máxima previamente configurada. Ao detectar esse calor, os detectores avisam a Central da ocorrência.

–           Acionador manual: precisam estar disponíveis e visíveis para que qualquer pessoa que perceba o princípio de incêndio possa acioná-los manualmente para também comunicar a Central.

–           Sinalizador audiovisual: o equipamento dispara quando a Central recebe o aviso de possível incêndio por outro tipo de dispositivo. Emite um sinal visual e sonoro, indicando a todas as pessoas a situação de alerta.

–           Central de alarme de incêndio: é o cérebro da operação e deve ser configurada por uma pessoa qualificada. Os dispositivos são conectados à central que, por sua vez, monitora todo o sistema e recebe informações dos dispositivos. Caso um deles detecte um princípio de incêndio, a central será a responsável por enviar os comandos que ativarão as sirenes de alarme de incêndio.

Como saber qual o melhor alarme

Para cada tipo de edificação predial há a necessidade de um sistema diferente de alarme. Prédios pequenos e com estruturas simples, podem utilizar equipamentos mais simples, que me enviam alarmes por setores. Já edifícios maiores exigem uma detecção mais precisa. Nesse caso, o equipamento deve  possuir um identificador específico em cada dispositivo para que a central consiga informar o local exato e o alarme acionado.

Os sistemas de alarme de incêndio devem entrar na pauta de segurança das reuniões de diretoria e Segurança do Trabalho.

 

 

Câmeras em casa? Saiba qual melhor local para instalar as câmeras de segurança.

As câmeras de segurança são equipamentos amplamente utilizados para a segurança patrimonial tanto em empresas quanto em residências.

Sua utilização pode aumentar a prevenção de ocorrência de roubos e furtos em até três vezes, podendo ainda oferecer a vantagem de reconhecimento dos criminosos e na solução de crimes já que as opções mais modernas de câmeras vêm com luzes de LED e infravermelho e algumas oferecem até mesmo a opção de filmagem em Full HD (alta resolução). As imagens captadas pela câmera são enviadas para um gravador digital de vídeo e então gravadas em um HD.

Mas, para que as câmeras de segurança sejam realmente eficientes, são necessários alguns cuidados na hora da instalação.

Cuidados na hora da instalação

Além da localização, existem alguns outros fatores bem relevantes na hora da instalação das suas câmeras de segurança:

Iluminação

Certificar-se de que a iluminação seja suficiente à noite e que a luz do dia não interfira nas gravações é primordial para garantir a qualidade das imagens de sua câmera de segurança. Tomar o cuidado também de não permitir que as luzes fiquem muito perto do equipamento para não haver iluminação demais. Existem equipamentos que possuem funções específicas para amenizar a ação da luz nas imagens.

Proteção do equipamento

Manter as câmeras de segurança em locais de difícil acesso, para evitar que sejam quebradas é essencial. Hoje em dia, existem equipamentos a prova d’água e resistentes a altas e baixas temperaturas, o que facilita a utilização em áreas externas sem a preocupação de maiores danos causados por chuva ou grandes variações de temperatura.

Posicionamento

É preciso estar atento para que as câmeras estejam direcionadas exatamente para onde se quer filmar e ter também o cuidado de não invadir a privacidade de seus vizinhos.

Onde instalar as câmeras de segurança

Porta da frente

Instalar uma câmera de segurança que capte imagens da porta de entrada e seus arredores é primordial para a segurança e prevenção de roubos e furtos à sua residência já que uma boa parte de ladrões utiliza essa porta para invadir as residências.

Porta dos fundos

A instalação de câmeras de segurança na porta dos fundos da casa também é fundamental. Uma grande parte dos ladrões utilizam essa passagem como forma de invadir as residências, principalmente por estar localizada, quase sempre, longe da rua.

Garagem e outras entradas

É menos comum a entrada de criminosos por esses meios mas, ainda assim, podem ocorrer. Portanto, também são lugares adequados para a instalação das câmeras de segurança.

Ambientes internos

Podem ser instaladas no quarto das crianças, salas, cozinha, área de serviço ou em qualquer outro ambiente que possa oferecer maior segurança para a sua família.

Qual a vantagem de uma câmera de segurança?

Além de ser um fator de inibição para eventuais tentativas de roubo, assalto ou outros crimes, as câmeras de segurança registram o movimento em torno do imóvel ou dentro dele e permitem que as imagens gravadas sejam analisadas permitindo a identificação de criminosos e soluções de crimes.

Tipos de câmeras de monitoramento

As câmeras de segurança podem vir em diferentes modelos que variam quanto a qualidade da filmagem e do material.

Aqui segue as características de alguns dos modelos disponíveis no mercado brasileiro:

– Câmera infravermelho: possui sensores que captam imagens mesmo quando há pouca luminosidade, sendo capaz de capturar imagens no escuro sem perder detalhes, havendo modelos que inclusive gravam no escuro em até 5MP, ou seja, acima de Full HD.

– Câmera IP: Permite acessar as imagens das câmeras via internet sem a necessidade de outro aparelho pois vem com um servidor interno.

– Câmera Dome: é uma câmera revestida por um tipo de domo, ideal para instalação em ambientes internos.

– Câmera Bullet: um dos modelos mais populares, ela se parece com um spot de iluminação, podendo ser instalada no teto ou nas paredes e podem ser encontradas em diversas variações.

Você também pode escolher modelos com resolução de imagem em 1MP, 2 MP, 5 MP ou 8 MP. Isso dependerá da qualidade das filmagens que se pretende gravar.

De qualquer forma, se o que você procura é maior segurança para sua residência, as câmeras podem sim ser suas grandes aliadas na prevenção de roubos e furtos. Basta você consultar um profissional de segurança eletrônica para que ele analise e encontre a que melhor se adequa às suas necessidades.

Conheça as soluções da JFL em CFTV para sua empresa e casa. 

Como os sensores de barreira funcionam e como podem te proteger?

Com o aumento da criminalidade nas cidades, as famílias procuram cada vez mais diferentes formas de proteção e nada melhor do que o uso das diferentes opções de produtos tecnológicos que há no mercado hoje em dia para isso.

Uma das opções que apresentam ótimos resultados na prevenção de roubos e furtos é a utilização de sensores de barreira.

Os sensores de barreira conseguem detectar a intrusão de pessoas, animais e veículos em uma determinada área de onde estiverem instalados.

Esses equipamentos possuem a capacidade de detectar movimentos através da emissão de luz infravermelha e utiliza um transmissor e um receptor de sinais que são invisíveis a olho nú.

Como funcionam?

Os sensores de barreira têm um funcionamento bem simples e podem ser instalados em diferentes lugares, como teto, paredes e portões. Quando alguém ou algo ultrapassa a linha delimitada, o sensor consegue identificar essa presença através da interrupção dos feixes de luz e assim, um alarme é imediatamente acionado.

Por ser um modelo de alarme que não chama muito a atenção, os sensores de barreira são bastante utilizados não só em residências mas também por empresas para prevenir ações criminosas.

Este equipamento pode ser encontrado em algumas variedades: sensores ativos com um feixe, dois ou múltiplos feixes de luz.

– Sensores infravermelho ativo – o transmissor emite feixes de infravermelho de um ponto e recebe esse sinal em outro ponto. É como se houvesse uma linha invisível de um ponto ao outro e quando algo atravessa esse feixe de luz , o sensor detecta a interrupção deste feixe e emite um sinal.

Sensores com um feixe – são geralmente utilizados em áreas de menor proporção.

Sensores com dois feixes são geralmente utilizados em cima de muros e portões, substituindo a cerca elétrica, tendo além da vantagem de discrição, a facilidade na instalação.

Sensores com múltiplos feixes – esses sensores são muito eficazes pois possuem uma maior precisão devido à quantidade de feixes de luz emitidos. Equivale a vários sensores instalados atuando ao mesmo tempo, podendo ser utilizados em áreas mais amplas.

Como podem te proteger?

Os sensores de barreira se destacam por fugir de modelos de equipamentos de segurança menos discretos como cercas elétricas, câmeras.

Alguns tipos de sensores de barreira podem ser interligados também ao sistema de iluminação, ativando o funcionamento das luzes ao detectar alguma atividade estranha.

Mediante todas essas informações, cabe somente à escolha do tipo de sensor mais apropriado para o seu caso, escolhendo com cuidado os lugares mais discretos e ter a tranquilidade de manter sua família e bens em maior segurança.

Consulte sempre um profissional de segurança eletrônica, ele é a pessoa mais indicada para analisar e projetar um sistema de segurança ideal para a sua residência ou empresa.

Conheça os sensores de JFL.