Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
familias

O que são e para que servem os sensores infravermelhos passivos num sistema de alarme?

Existem atualmente no mercado vários componentes de segurança que são primordiais na estruturação de um sistema de segurança eficaz.

O sensor infravermelho passivo é utilizado para detecção de intrusão através da verificação da variação de temperatura do ambiente. Ele oferece a precisa detecção dentro de um ambiente definido fazendo acionar o alarme.

Estes sensores podem ser configurados conforme a necessidade de alcance e sensibilidade, permitindo que a cobertura seja adaptada para variados ambientes como áreas fechadas, áreas semiabertas e áreas externas.

 

O que são sensores infravermelhos passivos?

Um sensor de infravermelho passivo é formado por um receptor que reage à emissão de raios infravermelhos. Quando ocorre um movimento no ambiente há uma variação de luz infravermelha que permite que o sensor perceba essa movimentação.

Este tipo de sensor infravermelho é chamado de passivo, pois ele capta o calor do corpo detectado no ambiente sem emitir luz infravermelha.

Funciona tanto em ambientes externos quanto em internos, sendo que para cada aplicação existe um tipo mais indicado de equipamento.

 

CARACTERÍSTICAS

Os sensores infravermelhos têm uma lente denominada Fresnel, que caracteriza-se por ser branca leitosa e multifacetada, com um led interno que acende quando capta a intrusão no ambiente.

Os sensores passivos podem ser com ou sem fio. Os com fio, ficam ligados diretamente a central de alarme e os sensores sem fio funcionam com baterias como fonte de alimentação e transmite dados através de ondas de rádio.

Alguns modelos de sensores oferecem a detecção de microondas, sendo capazes de detectar de maneira mais precisa qualquer movimento no ambiente. Também podem possuir a função anti-mascaramento, que identifica bloqueios acidentais ou intencionais que por alguma razão, possam enganar o sistema de detecção do sensor.

Alguns sensores possuem também a função PET, evitando detecção da presença de pequenos animais e disparos desnecessários do alarme.

Estes sensores também podem ser adaptados quanto ao nível de alcance, podendo ser ajustado para vários locais, oferecendo cobertura em diferentes ambientes. 

 

COBERTURA DE SENSORES COM FIO

Os sensores infravermelhos passivos com fio e sem fio podem ser ajustados de acordo com o ambiente que será instalado.

  • A distância de detecção é de até 15 metros;
  • Ângulo de detecção é de até 115°;
  • Indicado para ambientes fechados, semiabertos e totalmente abertos;

 

CUIDADOS NA INSTALAÇÃO DOS SENSORES PARA GARANTIR A EFICIÊNCIA DO SISTEMA DE SEGURANÇA

 Para que este componente de alarmes funcione perfeitamente, são necessários alguns cuidados na sua instalação:

  • Não instale o sensor direcionado para superfícies refletoras, fontes de luz infravermelha ou próximo a objetos que causam mudanças bruscas de temperaturas como janela, ventiladores ou aquecedores.
  • Não instale o sensor direcionado para uma escada que um animal de estimação possa ter acesso.
  • Não coloque objetos ou móveis de altura superior a 0,8m, que um animal de estimação possa escalar (por exemplo, um gato em um sofá).

 

POR SE TRATAR DE EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA E DE AJUSTES SENSÍVEIS, DEVE SER INSTALADO POR PESSOAS TÉCNICAS ESPECIALIZADAS E EXPERIENTES.


Confira aqui a linha de sensores passivos da JFL Alarmes.

Entre em contato com a JFL Alarmes e solicite mais informações.

Como acompanhar remotamente idosos que moram sozinhos?

A evolução da estrutura familiar e o aumento da expectativa de vida resulta em  mais pessoas vivendo sozinhas quando envelhecem. A cada dia, mais e mais idosos vivem sozinhos segundo a ONU. Mas, por quê? Principalmente porque a maioria dos idosos deseja viver de forma independente, em sua própria casa, o maior tempo possível.

Ter que monitorar familiares idosos que estão vivendo sozinhos é caminhar em uma linha tênue que transita entre cuidado e invasão. Quando chegar a hora, todo filho vai querer encontrar um equilíbrio que permita a seus pais agir em um ambiente familiar e confortável, onde eles não se sintam monitorados. Afinal, eles percorreram um lindo caminho até aqui e merecem manter seu orgulho e dignidade, não é mesmo?

Como ter o cuidado extra necessário para os idosos que vivem sozinhos?

Com a diminuição da mobilidade, das capacidades cognitivas e sensoriais, bem como o enfraquecimento do corpo, o fato de viver sozinho pode tornar-se gradualmente inseguro para alguns idosos. Eles são cada vez menos capazes de garantir seu bem-estar sozinhos e é preciso identificar quando é hora de acelerar o monitoramento.

Conheça algumas soluções práticas e não invasivas:

  • Fazer uso de rótulos, notas adesivas e outras ferramentas;
  • Interruptores de luz com etiqueta;
  • Rótulo de controles remotos por aparelho e sala.
  • Luzes noturnas que se acendem quando escurece para ajudar a proteger contra quedas;
  • Chaleiras com um assobio alto;
  • Sistemas anti transbordamento para evitar inundações.

 Como a tecnologia inteligente é solução para o atendimento ao idoso?

A indústria de tecnologia de cuidados a idosos, através do desenvolvimento de soluções inteligentes dedicadas, pode ajudar os idosos a viverem sozinhos na sua própria casa o maior tempo possível. Sensores inteligentes definitivamente têm um grande papel a desempenhar quando se trata de capacitar os idosos e cuidadores.

Sensores, ativação de voz, GPS, Bluetooth, conectividade via telefones celulares, aplicativos de monitoramento de smartphones e computadores estão se tornando uma opção viável para um número crescente de pessoas.

A JFL Alarmes possui alguns equipamentos que podem auxiliar no monitoramento dos idosos, facilitando o acesso das famílias à segurança dos seus familiares.

A empresa possui uma vasta gama de sensores de presença, câmeras de segurança e centrais de monitoramento, softwares para smartphones e tablets para controle de acesso, programações de centrais de alarme e etc e uma pulseira de pânico que pode ser facilmente ativada.

Confira mais em https://jfl.com.br/

5 dicas para deixar sua casa em segurança e viajar tranquilo nas férias

Tempos de férias são bons demais, né? Passeios, diversão e família reunida. Neste período é muito comum fazer uma viagem para fugir da rotina, desligar dos afazeres do dia a dia e tudo o que você quer é curtir seu descanso sem nenhuma preocupação extra, não é mesmo?

Mas para isso, precisa ter a certeza de manter a casa segura nas férias enquanto está fora e tomar algumas precauções, principalmente devido ao aumento da incidência de roubos, comuns neste período de final de ano.

Listamos aqui algumas sugestões para você manter sua tranquilidade enquanto curte seu merecido descanso:

 

  • Seja discreto – A segurança da sua casa nas férias começa bem antes da sua viagem. Não corra o risco de que a notícia se espalhe e qualquer pessoa fique sabendo que a casa estará vazia. É bom também evitar compartilhar muitas fotografias ou informações sobre as suas férias nas redes sociais;

 

  • Certifique-se de que todas as portas, portões, janelas, travas estão bem fechadas e resistentes – por mais que pareça uma coisa óbvia, por vezes, com a pressa e a ansiedade de sair logo para a viagem, podemos esquecer alguns detalhes básicos para a segurança da casa, então, confira se as portas e janelas estão devidamente trancadas. Também, é importante evitar deixar certas “evidências” de que a casa está sozinha, como, por exemplo, cadeados grandes e correntes do lado de fora dos portões, pois isso demonstra que a casa está vazia. Trancar as portas e janelas no interior da casa também dificulta a circulação em caso de invasões.

 

  • Deixe a chave de sua casa com alguém de confiança – Pode ser algum familiar, amigo ou vizinho, o importante é que alguém possa ficar de olho, que retire as correspondências pra que o acúmulo de cartas no jardim ou na garagem não gere evidência de que a casa está vazia. Em ausências prolongadas, peça a um parente para visitar sua casa, para demonstrar a presença de pessoas – abrindo janelas, regando jardins, entrando com o carro na garagem;

 

  • Use a tecnologia a seu favor – Invista em alarmes, sensores e em câmeras de segurança que possibilitem que você possa monitorar sua residência de forma móvel, à distância. Antes de viajar, faça testes nesses equipamentos para se certificar de que estão funcionando corretamente e deixe a pessoa de confiança a par do funcionamento dos equipamentos. Também vale a pena utilizar temporizadores para ligar e desligar luzes, rádios e televisões, para dar a impressão de ter alguém na casa.

  

  • Desligue interfone e campainhas – Para verificar se há alguém em casa, os assaltantes podem tocar campainhas e interfones. Estando desligados, esses equipamentos não vão emitir som. Dessa forma, se alguém acionar algum desses dispositivos, não saberá se ele está com defeito ou se realmente não tem ninguém em casa.

 

EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA RESIDENCIAL

Para auxiliar nas precauções acima, você pode utilizar uma variedade de equipamentos para reforçar a segurança de sua casa e de sua família.

A JFL possui alguns equipamentos que podem ser muito úteis nesse caso, como você pode conferir a seguir:

Iluminação e sensores – Investir em pontos de luz na fachada, jardins e laterais da casa, junto com sensores de presença também podem inibir a ação de bandidos.

Os sensores de presença funcionam para detectar a presença de pessoas, carros e podem ser configurados para permanecerem acesos durante um determinado tempo, apagando somente ao passar esse tempo e caso não detecte mais nenhum movimento nesse intervalo.

Clique para conhecer os produtos de Iluminação JFL.

Câmeras e sistemas de segurança – Possuir um sistema de segurança, principalmente se monitorado por uma empresa especializada, permite segurança 24 horas por dia. As câmeras podem ser de diversos modelos, oferecendo até mesmo o acesso remoto das imagens em tempo real, gravação de imagens, etc. Também é indicado a instalação de câmeras de segurança nas áreas internas e externas. Elas podem ser do modelo Wi-Fi que são de fácil instalação e ficam conectadas ao seu smartphone, seu PC, possibilitando o acesso remoto das imagens em tempo real e em alta resolução. Elas ainda oferecem a opção de gravar as imagens, bastando adicionar um cartão de memória específico para esse fim.

Além disso, existem sistemas que avisam ao usuário qualquer movimentação estranha na residência, permitindo a rápida tomada de medidas de segurança.

Clique aqui para conhecer os sistemas de CFTV JFL.

Assalto em casa? Saiba como se proteger.

Manter a segurança de nossa casa e nossa família tem sido uma missão cada vez mais árdua. Com o crescimento da violência nas cidades, a insegurança se torna uma preocupação cada vez maior para os brasileiros e nesse cenário caótico, a solução é recorrer a equipamentos de segurança que estão cada vez mais eficazes.

Com a grande variedade desses produtos, há também uma maior facilidade na aquisição desses dispositivos que antes eram um investimento que podia comprometer o orçamento.

Aliar o uso de equipamentos de segurança com novos hábitos de cautela, também pode ajudar e muito na precaução de furtos e roubos nas residências.

Adote hábitos de precaução.

O hábito de trancar portas e janelas pode parecer um pouco óbvio para a segurança da casa, porém, com o crescimento de condomínios fechados e prédios residenciais com portaria, esse hábito pode passar despercebido por algumas pessoas. Conferir se portas e janelas da frente e dos fundos da residência estão devidamente trancadas pode ser uma atitude que fará a diferença.

Adotar o uso de cortinas mais grossas para impedir a visualização do interior da casa também são de grande valia, já que normalmente as ações de assaltantes são adotadas após um estudo sobre os hábitos dos moradores.

Evitar plantas e vasos muito grandes na frente e laterais de casa também pode evitar esconderijos para os ladrões.

Iluminação

Investir em pontos de luz na fachada, jardins e laterais da casa, junto com  sensores de presença também podem inibir a ação de bandidos.

Os sensores de presença funcionam para detectar a presença de pessoas e carros e podem ser configurados para permanecerem acesos durante um determinado tempo, apagando somente ao passar esse tempo e caso não detecte mais nenhum movimento nesse intervalo.

Clique para conhecer os produtos de Iluminação JFL.

Câmeras e Sistemas de Segurança

Ter um sistema de alarme em sua residência – e preferencialmente que seja monitorado por alguma empresa de segurança – permite segurança 24 horas por dia. Também é indicado a instalação de câmeras de segurança nas áreas internas e externas. Elas podem ser do modelo Wi-Fi que são de fácil instalação e ficam conectadas ao seu smartphone, seu PC, possibilitando o acesso remoto das imagens em tempo real e em alta resolução. Elas ainda oferecem a opção de gravar as imagens, bastando adicionar um cartão de memória específico para esse fim.

Além disso, existem sistemas que avisam ao usuário qualquer movimentação estranha na residência, permitindo a rápida tomada de medidas de segurança.

Clique aqui para conhecer os sistemas de CFTV JFL.

Opte pelo portão automático e/ou Fechadura Digital

O portão automático é muito importante para garantir a segurança dos moradores. Ele evita a necessidade de descer do carro ao chegar ou sair de casa proporcionando maior segurança e conforto ao usuário.  No entanto, é importante que o motor do portão seja compatível com a estrutura e a frequência de uso, havendo a necessidade de se atentar ao que melhor se adapta à sua necessidade.

A fechadura digital é importante pois dispensa o uso de chaves, diminuindo o risco de arrombamentos. Dentre as opções de fechadura digital podemos encontrar o Sensor de fechamento automático que trava a porta automaticamente e o alarme antiarrombamento que é acionado em caso de tentativas de arrombamento ou 5 tentativas sucessivas incorretas da senha.

Porteiro Eletrônico

Os porteiros eletrônicos são uma ótima opção de segurança, pois te permite atender a porta sem sair de dentro de casa, podendo ver antes quem está chamando e só depois acionar a abertura do portão.

Bem, dadas as opções, cabe a você a que melhor se adequa à sua necessidade e ao seu bolso para assegurar a tranquilidade de sua família.

Conheça os automatizadores para sua empresa e casa. 

Condomínios: Qual a importância de ter um Sistema de Segurança de Qualidade?

Atualmente temos observado um significativo crescimento no número de condomínios residenciais e comerciais. Junto desse crescimento, também ouvimos com maior frequência, notícias sobre casos de assaltos e arrastões em condomínios e que, na maioria dos assaltos nestes locais, a falha está no momento da averiguação ou liberação de visitantes e prestadores de serviços.

A garantia da segurança de todos os condôminos e visitantes é fundamental e um dos recursos para que haja essa a segurança é o uso de tecnologias de monitoramento de condomínios, tais como: instalação de câmeras, alarmes, controle de acesso, etc.

Porém, a eficiência do controle de acesso de um condomínio passa por três etapas essenciais: equipamentos adequados à situação, uma equipe de segurança bem treinada e rígida e moradores conscientes que respeitem as regras. Uma coisa está ligada a outra e não é possível que o sistema funcione plenamente se alguma dessas partes não funcionar.

Portanto, o processo de conscientização da comunidade condominial e o investimento do condomínio em sistemas de segurança e qualificação profissional da equipe de segurança são essenciais para um bom serviço de segurança no condomínio.

Tipos de Sistemas de Segurança

A  implementação de barreiras físicas e de todo um aparato tecnológico nas proporções adequadas também fazem o complemento desejável para qualquer gestor de Segurança Privada.

O simples fato da implantação de um bom Circuito Fechado de Televisão(CFTV), por empresa qualificada, em locais estratégicos das residências já inibe bastante as ações de infratores, em virtude da distribuição das câmeras em determinados pontos sensíveis dos condomínios.

Ressalta-se, que a implantação de um aparato tecnológico agregado a uma portaria condominial são ferramentas que possibilitam maior qualidade de serviço e eficiência para o gerenciador de portaria. Porém, é de fundamental importância o pleno manuseio dos equipamentos pelo funcionário responsável, ou pelo contrário, será apenas um equipamento decorativo.

É de fundamental importância que os funcionários sejam treinados para agir com maior eficácia, estando bem preparados e motivados, e que os moradores contribuam para manter o condomínio seguro.

Hoje em dia analisa-se de forma mais profissional o trabalho preventivo, sendo exigido à qualificação profissional do funcionário para a autogestão (busca pessoal para aprimoramento) da função para que o mesmo fora contratado, isso também implica em decisões mais assertivas frente a situações mais complexas do cotidiano. Levando-se em consideração a criatividade e audácia dos bandos especializados, que muito se aproveitaram das falhas dos agentes de portaria pela falta desse profissionalismo qualificado.

Manual de Segurança

Os procedimentos de segurança do condomínio devem estar claros para todos e, para que isso ocorre, o ideal é que exista um manual de segurança.

Este manual deve ser aprovado em assembleias e reuniões de condomínio e entregue a todos os moradores. Além disso, uma cópia deve ficar na portaria para que possa ser consultada sempre que houver necessidade.

Nesse documento, devem constar regras como o acesso de fornecedores e empregados e as penalidades para quem descumprir o que tiver sido acordado. Especialistas em Segurança Patrimonial indicam que o ideal é que o manual seja elaborado por um comitê de segurança eleito pelos próprios condôminos.

Nossa empresa oferece uma variedade de equipamentos de segurança que podem ser utilizados com eficácia para a Segurança de Condomínios residenciais e comerciais.

Conheça os Alarmes, CFTV e Automatizadores da JFL que você pode usar em seu condomínio. 

Câmeras em casa? Saiba qual melhor local para instalar as câmeras de segurança.

As câmeras de segurança são equipamentos amplamente utilizados para a segurança patrimonial tanto em empresas quanto em residências.

Sua utilização pode aumentar a prevenção de ocorrência de roubos e furtos em até três vezes, podendo ainda oferecer a vantagem de reconhecimento dos criminosos e na solução de crimes já que as opções mais modernas de câmeras vêm com luzes de LED e infravermelho e algumas oferecem até mesmo a opção de filmagem em Full HD (alta resolução). As imagens captadas pela câmera são enviadas para um gravador digital de vídeo e então gravadas em um HD.

Mas, para que as câmeras de segurança sejam realmente eficientes, são necessários alguns cuidados na hora da instalação.

Cuidados na hora da instalação

Além da localização, existem alguns outros fatores bem relevantes na hora da instalação das suas câmeras de segurança:

Iluminação

Certificar-se de que a iluminação seja suficiente à noite e que a luz do dia não interfira nas gravações é primordial para garantir a qualidade das imagens de sua câmera de segurança. Tomar o cuidado também de não permitir que as luzes fiquem muito perto do equipamento para não haver iluminação demais. Existem equipamentos que possuem funções específicas para amenizar a ação da luz nas imagens.

Proteção do equipamento

Manter as câmeras de segurança em locais de difícil acesso, para evitar que sejam quebradas é essencial. Hoje em dia, existem equipamentos a prova d’água e resistentes a altas e baixas temperaturas, o que facilita a utilização em áreas externas sem a preocupação de maiores danos causados por chuva ou grandes variações de temperatura.

Posicionamento

É preciso estar atento para que as câmeras estejam direcionadas exatamente para onde se quer filmar e ter também o cuidado de não invadir a privacidade de seus vizinhos.

Onde instalar as câmeras de segurança

Porta da frente

Instalar uma câmera de segurança que capte imagens da porta de entrada e seus arredores é primordial para a segurança e prevenção de roubos e furtos à sua residência já que uma boa parte de ladrões utiliza essa porta para invadir as residências.

Porta dos fundos

A instalação de câmeras de segurança na porta dos fundos da casa também é fundamental. Uma grande parte dos ladrões utilizam essa passagem como forma de invadir as residências, principalmente por estar localizada, quase sempre, longe da rua.

Garagem e outras entradas

É menos comum a entrada de criminosos por esses meios mas, ainda assim, podem ocorrer. Portanto, também são lugares adequados para a instalação das câmeras de segurança.

Ambientes internos

Podem ser instaladas no quarto das crianças, salas, cozinha, área de serviço ou em qualquer outro ambiente que possa oferecer maior segurança para a sua família.

Qual a vantagem de uma câmera de segurança?

Além de ser um fator de inibição para eventuais tentativas de roubo, assalto ou outros crimes, as câmeras de segurança registram o movimento em torno do imóvel ou dentro dele e permitem que as imagens gravadas sejam analisadas permitindo a identificação de criminosos e soluções de crimes.

Tipos de câmeras de monitoramento

As câmeras de segurança podem vir em diferentes modelos que variam quanto a qualidade da filmagem e do material.

Aqui segue as características de alguns dos modelos disponíveis no mercado brasileiro:

– Câmera infravermelho: possui sensores que captam imagens mesmo quando há pouca luminosidade, sendo capaz de capturar imagens no escuro sem perder detalhes, havendo modelos que inclusive gravam no escuro em até 5MP, ou seja, acima de Full HD.

– Câmera IP: Permite acessar as imagens das câmeras via internet sem a necessidade de outro aparelho pois vem com um servidor interno.

– Câmera Dome: é uma câmera revestida por um tipo de domo, ideal para instalação em ambientes internos.

– Câmera Bullet: um dos modelos mais populares, ela se parece com um spot de iluminação, podendo ser instalada no teto ou nas paredes e podem ser encontradas em diversas variações.

Você também pode escolher modelos com resolução de imagem em 1MP, 2 MP, 5 MP ou 8 MP. Isso dependerá da qualidade das filmagens que se pretende gravar.

De qualquer forma, se o que você procura é maior segurança para sua residência, as câmeras podem sim ser suas grandes aliadas na prevenção de roubos e furtos. Basta você consultar um profissional de segurança eletrônica para que ele analise e encontre a que melhor se adequa às suas necessidades.

Conheça as soluções da JFL em CFTV para sua empresa e casa.